Foto: A minha história, a história do meu negócio
Voltar

A minha história, a história do meu negócio

   A SHOPB mudou a minha vida, é motivo de muito orgulho por vários fatores e eu gostaria de contar aqui um pouco sobre esses 10 anos de empresa.

   A história começa em 2009, eu tinha 19 anos na época e cursava Design Gráfico. Já nessa época da faculdade eu sentia uma grande vontade de empreender, de ter o meu próprio negócio. Estava trabalhando com meu pai na copiadora da família, que ia de mal a pior.

   Meu pai tinha uma gráfica, já trabalhava com isso a anos e acabou vendendo ela para montar uma copiadora. Basicamente, a economia da família girava em torno do dinheiro da venda da gráfica e da renda da copiadora. E algo que me marcou bastante nessa época, foi que meu pai sempre me chamava para mostrar a conta bancária da família e falava “olha, o dinheiro tá acabando, a gente tá gastando mais do que tá recebendo“. Foi algo que me marcou, porque me incomodava demais. Lidar com a copiadora era totalmente diferente da gráfica, nós não sabíamos como fazer e assim o negócio foi indo ‘ladeira abaixo’.

   Esse incômodo acabou gerando um gatilho em mim para que eu pensasse em outra maneira de ganhar dinheiro. Comecei a raciocinar e certo dia eu pensei: “bom, duas coisas que eu gosto e que me fascinam são jogos e internet.. vou tentar abrir um site para vender jogos“. Lá na copiadora mesmo, nós vendíamos também alguns produtos de informática e eu já tinha algumas vezes comprado alguns Playstation 2 pra revender.. Talvez até esse contato com a venda de PS2 tenha me despertado a ideia de trabalhar com games. Eu não entendia absolutamente nada de e-commerce, negócios e etc… Não imaginava a proporção que ia tomar, mas foi assim que nasceu a ShopB.

   E qual foi meu plano inicial? Anunciar os produtos sem ter em estoque e colocar 15 dias (que era o tempo que eu precisava para comprar o produto) para fazer o envio. 

   Estava nesse processo de criação do site, até que em uma conversa com um amigo, ele falou: “Por que você tá construindo um site do zero se existem plataformas próprias para venda?”. Isso serviu com uma luz pra mim, então começou todo o processo. Pegava um produto, Xbox por exemplo, fazia uma pesquisa dos valores que estavam sendo vendidos, imaginava o preço de custo e fazia o cadastro. Esse tempo de criação demorou mais ou menos dois meses.

   O Marketing que eu usava era entrar nas comunidades do Orkut e ficar o dia inteiro falando pro pessoal entrar no site. E assim, o primeiro pedido que apareceu foi de um Memory Card do PS2, e não sei se teve um erro de cadastro, mas no fim das contas eu ainda acabei levando prejuízo com o frete deste pedido, mas mesmo assim a sensação da primeira venda foi maravilhosa. Depois disso foram aparecendo mais pedidos.

   Na época já existiam mediadoras de pagamento e a mais forte era a PagSeguro. Por inexperiência, eu não quis a mediadora, e com o CNPJ da copiadora eu fiz um contrato diretamente com as operadoras de cartão. 

   O primeiro aporte recebido para fazer algumas personalizações no site foi da minha mãe. O valor foi de R$ 200,00, para comprar os produtos eu pegava dinheiro emprestado do meu pai, com a promessa de pagar quando eu recebesse dos cartões.

   As vendas foram acontecendo, e em um mês vendi R$30.000, fiquei super feliz e motivado a continuar. Até que um dia recebi uma ligação de um setor de segurança de uma das empresas de pagamento, informando que todas as vendas que eu havia feito eram fraudes, de cartão clonado. Eu não sabia que era necessário fazer uma análise de pagamento antes de aprovar a compra.

   Basicamente, eu estava com uma dívida de R$ 30.000 + R$ 200,00 (da minha mãe). Foi um momento de desespero, passei a noite acordado, sem coragem de contar pra minha família que a qualquer momento esse valor seria debitado da conta da família. Essa ligação aconteceu numa quinta-feira e depois de toda a angústia e dias sem nem olhar mais pro site, na segunda-feira eu decidi encerrar tudo. Quando entrei, vi que tinha caído uma venda real, que não era fraude, e essa venda fez com que eu não desistisse, me deu um ânimo.

   Depois disso, ativei o PagSeguro, as vendas continuaram e eu pedi um adiantamento para as operadoras de cartão, dos valores que eu estava conseguindo com os pedidos. Com esse adiantamento eu consegui pagar o cartão do meu pai e me deu um espaço pra ir negociando até que chegasse o ChargeBack das fraudes.

   Assim fui seguindo, aos poucos. O primeiro funcionário foi contratado após um ano… mês após mês as vendas foram acontecendo, hoje estou com mais de 40 funcionários, dentre eles vários familiares, e minha esposa (me casei nesse meio tempo).

   Foram feitas algumas reformas, começamos a vender fisicamente, em 2015 criei o site MeuGameUsado, que também é motivo de grande orgulho. Após isso, foi criado também a DistribuidoradeJogos, ClubeGames, GameTécnico e no meio disso vieram muito mais obstáculos.

   O empreendedorismo mudou a minha vida, além de muito aprendizado, fez uma virada de chave na minha vida financeira, me proporcionou oportunidades de viajar pelo mundo, tanto a trabalho quanto a lazer, além de várias outras coisas.

   Sou muito grato a todos que estiveram comigo nesse caminho e agora com o EcommercePuro eu quero repassar essas experiências e todo o aprendizado que adquiri.

Começa com a simplicidade de uma escolha. A força de uma decisão.

Você também vai gostar desses conteúdos

Open chat
Powered by