Foto: Começando um e-commerce do zero
Voltar

Começando um e-commerce do zero

   Dentro desse cenário conturbado em que estamos vivendo, qual o tipo de negócio prospera? Enquanto lojas físicas estão fechando, as lojas virtuais só crescem, tanto no Brasil como no mundo.

 

   Muitas pessoas tem a vontade de iniciar um e-commerce, mas não tem ideia de como começar, qual nicho escolher, onde investir, e várias outras dúvidas. Afinal, quais são os primeiros passos para começar a vender na internet?

 

 1º Passo: Trabalhe com um NICHO

 

   O mais recomendado atualmente é trabalhar com uma empresa nichada, não é viável ter uma loja de departamento sem ter recursos para concorrer com um grande do varejo. 

   Para você escolher seu nicho, é necessário pensar em algo que goste, se você gostar do que vende é mais fácil de ser persuasivo na hora da venda. A partir disso, comece a fazer pesquisas de mercado para descobrir se este produto que você deseja trabalhar, vende bem. Também é possível fazer essa pesquisa através de sites como o MercadoLivre, por exemplo.

 

2º Passo: Baixo custo de operação

 

   Busque ferramentas baratas para te auxiliar no início das vendas, você pode vender pela OLX, Facebook Marketplace, MercadoLivre que convertem muitas vendas, mas é indicado que você também já procure uma plataforma e existem ótimas opções com planos baratos ou até gratuitos, como Loja Integrada, Bling, entre outras.

   Importante ressaltar que, ferramentas baratas ou gratuitas não são sinônimos de ferramentas ruins, muito pelo contrário. Essas ferramentas podem te ajudar muito no início do seu negócio.

 

3º Passo: Produto e estoque

   Tome muito cuidado com compras de grande quantidade de produtos, o estoque é o seu dinheiro imobilizado, se você não tiver um bom fluxo de vendas, os produtos parados podem te afundar. 

   No início, não se preocupe em comprar grandes quantidades, compre uma ou duas, mas veja como está o seu fluxo. Vá gerindo o seu estoque com prudência e responsabilidade, pois, o estoque pode se tornar o grande vilão do lojista.

 

4º Passo: Design de qualidade

 

   A comunicação na hora da venda é de extrema importante e o design é uma forma de expressar a informação que você quer passar para o cliente. Você não precisa necessariamente gastar muito dinheiro em uma agência para ter um design bacana, ferramentas como a IntegrandoSe, que oferecem ótimos layouts com um valor razoável, já são uma realidade no e-commerce.

 

5° Passo: Mapeie seus acertos

 

   Mapear os seus erros e acertos são de extrema importância. Quando você faz uma campanha e obtém um bom resultado, talvez aquela seja a forma correta de você fazer os seus anúncios. Foque no que está dando certo e continue de pouco em pouco, não queira fazer tudo ao mesmo tempo. Os controles e testes fazem parte da vida do empreendedor.

 

6º Passo: Olho nos números

 

   É essencial você ter total controle dos números, quantidade de vendas, baixa de estoque. Quando você tem acesso a esses dados e os controla, você consegue fazer um comparativo semana pós semana, anos após ano e perceber quais produtos estão vendendo melhor ou pior. Esse controle serve como um “norte” para que você perceba onde está errando, onde está acertando, e com isso não ficar estagnado. 

 

7º Passo: Capricho nos cadastros

 

   Faça muito bem os cadastros do seu site, todos bem detalhados, se você não fizer tudo certinho agora, é bem provável que você perca muito tempo refazendo lá na frente. Organização de ERP é essencial para controlar seus produtos. 

   Nunca copie um cadastro, o google detecta informações copiadas, então ele rankeia o cadastro original lá em cima e o copiado é “penalizado” ficando lá embaixo. O google dá valor a conteúdo próprio e original, então pense muito bem nas descrições do produto, preencha todos os dados possíveis. Um cadastro completinho, facilita muito para o cliente na hora da compra.

 

8º Passo: Estude o Marketing

 

   Nunca terceirize seu marketing, ninguém vai entender melhor do seu produto do que você mesmo. Estude sobre Copywriting, Facebook ads, Google ads para poder aplicar da melhor forma, desde a parte orgânica até o tráfego pago. Dominar essas ferramentas vai fazer muita diferença na hora de divulgar sua loja.

 

9º Passo: Presença nas redes sociais

 

   Você precisa estar presente nas redes sociais, as principais, Facebook, Instagram e Youtube. A rede social é a maneira de conversar com o cliente de uma forma em que ele se sinta mais próximo à você. Mostre os bastidores de sua loja, poste Stories, organize um feed bonito com fotos bem editadas, faça ao menos um post por dia, interaja com o seu público. Essa é uma forma do cliente saber mais sobre a sua loja e confiar em você.

 

10° Passo: Execute seus planos

 

   Agora é hora de executar, você precisa começar a executar para entender como as coisas funcionam. Após o estudo e o preparo, vem a execução, mas não tenha medo de errar, isso faz parte. Com o tempo e a prática, você vai pegando o jeito do seu negócio.

 

11° Passo: Seja resiliente

 

   Após começar um negócio, o passo mais difícil será a resiliência. Você vai descobrir que existem pessoas que irão de botar para baixo, outras não vão te dar bola, mas novamente faz parte. A vida do empreendedor é pancadaria e quanto mais você apanha, mais forte você fica.

   Após adotar todos esses passos, seja resiliente, não é fácil começar a empreender, mas paciência é essencial.

 

Começa com a simplicidade de uma escolha. A força de uma decisão.

Você também vai gostar desses conteúdos

Open chat
Powered by